Vinicius Ribeiro
Vinicius Ribeiro campaign leader

UM NOVO CICLO POLÍTICO & NOVOS AUMENTOS SALARIAIS

Em menos de dois meses começa mais um ciclo político com algumas caras novas tanto na Câmara e no Senado Federal como nos ministérios do Planalto. Não obstante, o cenário econômico continua igual—crescimento econômico fajuto, salário médio de R$ 1.166,84, e uma dívida pública exorbitante que hoje já ultrapassa R$ 2 trilhões. Outra tendência que parece não querer mudar é a cultura da ganância em Brasília. A eleição nem bem passou, e ambos o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF) já falam em aumentos de seus próprios salários para o próximo ano.

Um dos cotados para assumir a presidência da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já até defendeu um reajuste, que ele julga "necessário", para os deputados e senadores (Você sabe quanto custa um Deputado Federal para o Brasil? Veja aqui: http://goo.gl/tnwcwl). Já há até quem diga que eles primeiro vão aprovar um reajuste que elevará o salário dos ministros do STF (o teto salarial do funcionalismo público), para depois equiparar seus salários aos dos ministros.

É lógico que os magistrados não deixariam passar mais uma ocasião para aumentar os seus já gordíssimos salários, que recentemente foram incrementados pelo auxílio-moradia (Você sabe quanto custam os magistrados para o Brasil? Veja aqui: http://goo.gl/U8S3C). Há apenas quatro dias, a Ministra do STF, Rosa Weber, determinou que o Congresso analise e vote numa previsão orçamentária proposta pelo STF e pela Procuradoria Geral da República—um orçamento que inclui, é claro, um reajuste de 22% para juízes e Ministério Público. A proposta estabelece o novo salário em R$ 35.919!

Antes de enviar o orçamento de 2015 para o Congresso, Dilma já tinha vetado o aumento para os Juízes e Ministério Público. O veto da presidente não adiantou para desanimar os magistrados. Agora o que cabe a nós, brasileiros e brasileiras, fazer é tentar influenciar nossos congressistas para que eles votem contra mais um reajuste abusivo. Se todos tirarmos 5 minutos de nosso tempo para escrever e enviar uma mensagem aos nossos representantes, podemos talvez mudar a decisão final dos mesmos. Clique no link abaixo para enviar uma mensagem:

http://www2.camara.leg.br/participe/fale-conosco/fale-com-o-deputado

E se você ainda não assinou, assine agora a nossa petição que pede o fim aos auxílios e privilégios abusivos do Judiciário Federal.

Com perseverança sempre,

Vinícius

16 comments

to comment