Back to Presidenta Dilma, AJUDE os ex-trabalhadores da Varig!

Aposentado Aerus no limite

Excelentíssimos Senadores Álvaro Dias, Ana Amélia, Paulo Paim e Deputado Federal Rubens Bueno:
Sei que é uma enorme ousadia de minha parte escrever para tão importantes personalidades de nosso país. Afinal, sou um simples aposentado, o que para o Governo Federal não significa NADA, ou melhor, significa um bando de velhos que vive reclamando, exigindo, reivindicando um ou dois por cento de reajuste de suas aposentadorias.
Pior do que um aposentado comum, sou um ex-trabalhador da Varig. Desde o dia 12 de abril de 2006 cerca de 10 mil aposentados da Varig pelo fundo de pensão Aerus caíram num poço e dele não conseguem sair. Foram jogados neste poço por pessoas irresponsáveis da Varig, do Aerus e da Secretaria da Previdência Complementar (SPC), órgão do Governo Federal.
Estes cidadãos brasileiros há longos seis anos e cinco meses vêm sendo DESPREZADOS pelos governos Lula/Dilma. Já morreram 727, sendo que quatro por suicídio, o que contraria o ditado "Deus não dá uma carga maior do que podemos suportar". Esses quatro pobres coitados não suportaram essa carga e preferiram acabar com suas vidas do que suportar uma morte em vida. Estando no meu limite é muito provável que eu aumente esta estatística para cinco.
Excelentíssimos Senadores Álvaro Dias, Ana Amélia, Paulo Paim e Deputado Federal Rubens Bueno, venho fazer um derradeiro apelo a Vossas Excelências. Como todos sabem há uma decisãojudicial da 14ª Vara Federal de Brasilia que determina que a União assuma a folha de pagamento do Aerus. O Governo Federal não se conforma com tal decisão e está envidando TODOS os esforços para não cumprir esta decisão. A Advocacia-Geral da União já entrou com recurso, foi derrotada pelo TRF, entrou com novo recurso e continuará assim procedendo até que o último aposentado do Aerus venha a falecer.
Por todo o exposto venho fazer um apelo desesperado para que Vossas Excelências promovam uma reunião com o Dr. Luiz Inácio Adams, Ministro Chefe da Advocacia-Geral da União. Creio que esta será a única forma de a União cumprir a determinação judicial e com isto voltarmos a receber nossos benefícios e assim voltarmos a viver com um mínimo de dignidade. Tenho esperança que diante de quatro importantes autoridades o Dr. Adams finalmente se convencerá que 10 mil cidadãos brasileiros entre 65 e 85 anos não podem ser jogados na rua da amargura e enfrentar sérias dificuldades por falta de recursos para adquirir alimentos, remédios, cumprir seus compromissos básicos e manter um plano de saúde. Creio que ele irá admitir que é DESUMANO o que está sendo feito a pessoas idosas, que trabalharam e contribuíram a vida inteira para um fundo de pensão visando a uma aposentadoria digna e agora, no ocaso de suas vidas, estão vivendo um pesadelo sem fim.
Tenho real esperança que Vossas Excelências, numa conversa franca e direta com o Dr. Adams, conseguirão convencê-lo da necessidade URGENTE do cumprimento da decisão judicial. Assim procedendo, o Dr. Adams estará tão-somente fazendo justiça, assim impedindo um final de vida terrível e insuportável para 10 mil IDOSOS. Que seja feita JUSTIÇA, no mínimo para que este confronto entre o Executivo e a Justiça não represente um perigo para o futuro da Democracia.
Tenho ainda um pouco de fé, de esperança que consigamos nossos direitos de volta, e que esta audiência de Vossas Excelências com o Dr. Adams represente de forma definitiva a solução para o drama dos aposentados do Aerus.
Agradeço desde já a atenção, pedindo a Deus que ilumine vossos caminhos, conduzindo-os a que sempre tomem as decisões mais acertadas.

2 comments

to comment