Back to Brasil pela redução dos salários e benefícios de políticos

PEC 241 = congelamento da desigualdade socio-econômica brasileira

6u

Brasileiros e brasileiras,

Apesar deles seguirem buscando reajustes em seus próprios salários (veja por exemplo o artigo "Lewandowski defende reajuste de ministros do STF"), o presidente (que chegou ao poder sem ratificação de seu programa nas urnas), os deputados e senadores federais, e os juízes brasileiros – que até agora não fizeram nada para barrar essa PEC inconstitucional – estão agora cogitando congelar as despesas do Governo Federal por até 20 anos com cifras corrigidas somente segundo a inflação.

Se aprovada, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 terá implicações deploráveis e extremamente imorais para a população mais pobre do nosso país que muito depende do sistema público de saúde e educação, também tidos como os motores para diminuir a desigualdade brasileira. Ademais, esta PEC levaria ao congelamento do valor do salário mínimo, que a partir de 2017 seria reajustado apenas segundo a inflação.

Você talvez ainda esteja se perguntando porque esta PEC afetaria as classes mais pobres mais do que o resto da população. Para esclarecer este ponto, aqui seguem alguns trechos do artigo autorado por Gil Alessi para o jornal El País Brasil, "Entenda o que é a PEC 241 e como ela pode afetar sua vida":

Segundo o texto da proposta, "o reajuste do salário mínimo só poderá ser feito com base na inflação - e não pela fórmula antiga que somava a inflação ao percentual de crescimento do PIB." Ou seja, "isso atingirá diretamente o bolso de quem tem o seu ganho atrelado ao mínimo" que nunca, nos próximos 20 anos, verá um aumento real (isto é, acima da inflação) em seus salários.

"Críticos [também] afirmam que a PEC irá colocar limites em gastos que historicamente crescem todos os anos em um ritmo acima da inflação, como educação e saúde. Além disso, gastos com programas sociais também podem ser afetados pelo congelamento. Segundo especialistas e entidades setoriais, esta medida prejudicaria o alcance e a qualidade dos serviços públicos oferecidos."

Se você já entendeu porque é importante unirmos força para barrar essa PEC, assine e compartilhe o abaixo-assinado "Contra aprovação da PEC 241/2016" e não deixe de entrar em contato com o seu representante por facebook, twitter, etc:

http://www.peticaopublica.com.br/psign.aspx?pi=BR92916

Se ainda não vê porque assinar a petição, recomendo que leia mais sobre a PEC nos artigos listados abaixo:

• Ingrid Fagundez (BBC Brasil), "Entenda o que está em jogo (e as polêmicas) com a PEC que limita o gasto público"
• Gil Alessi (El País), "Entenda o que é a PEC 241 e como ela pode afetar sua vida"
• Agência Brasil, "Economistas lançam documento com críticas à PEC dos gastos públicos"
• Breno Costa (The Intercept), "Câmara votará PEC 241, que mantém cortes drásticos por 20 anos, sem ouvir especialistas"
• Redação (Carta Capital), "Entenda o que está em jogo com a PEC 241"
• Vanessa Grazziotin (F. de São Paulo), "PEC 241 é contra o Brasil"

2 comments

to comment