Back to Campanha pela verdade e justiça relativa à Ditadura Militar Brasileira (1964-1985)

Anistia Internacional pede o fim da impunidade para crimes do Estado durante a ditadura

47

Amigos

Como parte dos atos para marcar o aniversário de 50 anos do golpe de Estado no Brasil, a Anistia Internacional lança a campanha “50 dias contra a impunidade”, que irá recolher assinaturas pedindo a revisão da Lei de Anistia, de 1979, para garantir justiça para os crimes cometidos por agentes do Estado durante o regime militar.

De acordo com a legislação internacional, tortura, assassinatos, estupros e desaparecimento forçados em um contexto de ditadura são crimes contra a humanidade e, por isso, não prescrevem e nem podem ser anistiados.

Além da revisão de Lei de Anistia, a petição pedirá a inclusão dos crimes contra a humanidade e dos crimes de guerra na legislação brasileira e a adoção de políticas de memória que contribuam para a não repetição do período ditatorial.

A petição será direcionada à presidenta Dilma Rousseff e aos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

Assine agora a petição: http://ativismo.anistia.org.br/50dias/

Perseverança sempre,

Vinicius B Ribeiro

Fonte: Anistia International (31 de março de 2014). "Anistia Internacional pede o fim da impunidade para crimes do Estado durante a ditadura".

1 comment

to comment