Back to Não ao desaparecimento do Teatro Sá da Bandeira (Porto)!

Apenas mais uma personalidade que por lá passou

Meus caros,

Em primeiro lugar agradecer a todos os novos membros que diariamente se juntam a nossa causa e a todos que manifestam a sua indignação.

Tem-se falado muito sobre algumas personalidade que passaram por este teatro e que lhe atribuem uma aura especial e um passado que deve ser respeitado neste nosso presente.

Uma pequena nota pessoal: encontro-me a fazer Doutoramento sobre a História dos Teatros do Porto e eis o que descobri:

Ainda antes do conhecido Teatro do Príncipe Real (antiga designação do actual Sá da Bandeira), este existia com o nome de "Theatro Circo da Rua de Santo António". A entrada para este antepassado do Sá da Bandeira - dos mesmos proprietários que o transformariam no que hoje conhecemos fisicamente como o TSB - fazia-se pela dita rua (actual 31 de Janeiro), já que nem a rua de Sá da Bandeira havia sido aberta (no seu lugar existia a pouco afamada Viela da Neta). Por alturas de 1861 (!) coexistiam no Porto os seguintes teatros, para além do antepassado do Sá da Bandeira: S. João, Baquet, Variedades (outrora Camões) e Teatro de Santa Catarina. Pois bem, volto a trazer à tona a questão de personalidades importantes que passaram pelo TSB. No ano referido, para grande agrado dos portuenses, o Rei D. Pedro V fez uma visita ao Porto. Qual foi o teatro escolhido para o homenagear e onde efectivamente marcou presença? Pois, o velhinho Teatro Circo da Rua de Santo António, o antepassado do nosso Sá da Bandeira.

É só mais uma personalidade...

Força!
Daniel Micaelo-Rosa

to comment