Back to Pela Língua Portuguesa contra o "Acordo"!

Angola e o "acordo"

Declarações da Prof. Doutora Amélia Mingas sobre o "acordo".
Delcarações importantíssimas desde logo porque delas decorre o que aqui em Portugal se esconde: trata-se de agradar ao Brasil - unicamente.

E Angola é um Estado soberano e rico...

‹‹A Decana da Faculdade de Letras da Universidade Agostinho Neto, Amélia Mingas apoia a posição do Executivo em relação a não ratificação ao novo acordo ortográfico, noticiou a RNA.

Antiga Directora executiva do Instituto Internacional de Língua Portuguesa, frisou que, o novo acordo ortográfico não tem razão de ser, em virtude de o mesmo não ter levado em consideração o contributo dos 8 estados membros da CPLP para o desenvolvimento da língua portuguesa.

“O problema que se prende é que há um acordo que não tem razão de ser, porque quando se faz o acordo deve-se considerar a contribuição que, cada um dos estados que integra a CPLP trouxe para a Língua Portuguesa. Porque o que se nota são alterações tendo em conta o desenvolvimento da língua portuguesa no Brasil”.››

39 comments

to comment