Brigade logo
Causes is now part of Brigade – the world's first network for voters.
Join Brigade to take action on issues and elections that matter to you.
Take me to Brigade

Progress

10,668 signed
989,332 more needed

Sign the Petition to

Senador Renan Calheiros e Deputado José Genoíno

ATENÇÃO. APAGARAM MINHA PETIÇÃO ANTERIOR NÃO SEI O PORQUE. AJUDEM. VAMOS ASSINAR NOVAMENTE. ISSO NÃO PODE FICAR ASSIM. EU JÁ TINHA 70000 ASSINATURAS.


José Genoíno é empossado na Câmara dos Deputados Parlamentar foi condenado a 6 anos e 11 meses.
Depois da posse, deputado disse que o retorno à Câmara é legal.

Camila Bomfim Brasília, DF

Com o apoio do PT e com a Constituição nas mãos, José Genoíno chegou à Câmara para tomar posse como deputado federal pela sétima vez. Suplente, assumiu a vaga do titular, Carlinhos Almeida, eleito prefeito de São José dos Campos, interior de São Paulo. Outros 16 suplentes também foram empossados nesta quinta-feira (3).

Depois da posse, o deputado disse que o retorno à Câmara é legal, e está amparado pela Constituição: “Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória”, leu.

José Genoíno foi condenado no julgamento do mensalão a seis anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa e formação de quadrilha. Assim que o Supremo Tribunal Federal julgar todos os recursos da defesa, Genoíno pode ter que deixar o mandato para cumprir pena de prisão em regime semiaberto.

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) criticou o retorno de Genoíno à Câmara. “Pode até se justificar legalmente. Não há justificativa do ponto de vista moral e político”, afirmou.

O Supremo Tribunal Federal já decidiu que os deputados condenados no julgamento do mensalão devem perder o mandato, mas o próprio STF tem que cumprir duas etapas: publicar a decisão do julgamento e julgar todos os recursos.

O político Renan Calheiros (PMDB), foi eleito, com 56 votos a favor, o novo presidente do Senado e do Congresso Nacional. Calheiros, que já tem um histórico de político corrupto, deixou praticamente todos os brasileiros boquiabertos com sua eleição para presidente do Senado e do Congresso Nacional - não demorou muito para que os ativistas da internet começassem uma petição contra a posse do político.

Renan Calheiros foi obrigado a deixar o seu cargo de senador em 2007 (2005-2007), depois que uma denúncia o acusou de receber dinheiro de uma construtora para pagar a pensão da jornalista Mônica Veloso, com quem teve uma filha. Calheiros chegou a ser absolvido pelo Senado, mas na semana passada o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, denunciou Renan Calheiros por crimes como peculato, falsidade ideológica e uso de documentos falsos. Caso o Supremo Tribunal aceite a denúncia, o novo presidente do senado poderá responder a um processo criminal.

Signed,

Daniel Vasques

This petition closed about 3 years ago

How this will help

Pelo fim da impunidade política neste país.

89 comments

to comment